A queda excessiva e constante de cabelos é uma condição que assusta muitas pessoas, especialmente o público feminino. Ela pode ser ocasionada por fungos, doença ou somente desencadeada pelo estresse. Você conhece as razões mais comuns para queda de cabelo? Muitos são os motivos, mas sempre é necessário um diagnóstico médico correto para descobrir se, por trás desse fator, existe ou não uma causa mais grave.

Existem épocas em que os fios caem mais, como o outono e o inverno. Isso ocorre porque, devido ao frio, as raízes dos cabelos são poucos irrigadas com sangue e nutrientes. Mas, se depois desse período os fios continuarem caindo excessivamente, deve-se procurar um dermatologista.

O limite diário de fios caídos por dia são 100 e a situação começa a ficar alarmante quando os cabelos começarem a ficar pendurados no travesseiro. Por isso, fique de olho em suas roupas, cama e ralo de chuveiro. Abaixo estão listadas as seis razões mais comuns para queda de cabelo excessiva:

1. Doenças no couro cabeludo

Como qualquer parte do corpo, o couro cabeludo desenvolve doenças. As mais conhecidas e populares são a dermatite seborreica, a psoríase e foliculite. Cada uma delas é desenvolvida por motivos diferentes, mas, podem sim afetar os fios.

2. Estresse

Esse é um motivo muito comum para a queda de cabelos. O estresse pode alterar o funcionamento de diversas partes do corpo humano. Quando uma pessoa está altamente estressada, seja fisicamente ou mentalmente, o ciclo dos fios de cabelo pode acabar sendo influenciado.

3. Anemia

Queda de cabelo, cansaço e palidez: esses são alguns indícios de anemia. Assim como a falta de ferro e a diminuição de vitamina B12 no organismo. Fique atento, pode ser que a sua queda de cabelo indique um problema maior que precisa ser tratado.

4. Alteração hormonal

Esse tipo de alteração é comum no corpo humano e pode ocorrer em qualquer fase da vida, inclusive na adolescência. Nas mulheres, essas alterações podem ser mais constantes devido ao uso de anticoncepcional, por exemplo. A queda dos fios é um dos principais indícios dessa mutação.

5. Gravidez

Por conta das alterações hormonais provenientes da gravidez, depois do parto a queda de cabelo da mãe aumenta consideravelmente. É comum que essa queda se intensifique dentro do período de três meses após o nascimento do bebê. Algumas vezes, é possível que mudanças ocorram ainda durante a gravidez, ressecando e deixando o cabelo mais fraco.

6. Hipertiroidismo

É uma doença na tiróide e que demonstra que os hormônios não estão funcionando corretamente, isso acaba impactando também no ciclo e funcionamento dos fios de cabelo e pode acabar desencadeando a queda dos fios.

Tratamentos para queda de cabelo

Atualmente, a área dermatológica oferece diferentes métodos para auxiliar os problemas ocasionados pela queda de cabelo, mesmo durante um tratamento específico para alguma doença. Sempre lembre que qualquer tratamento para cabelo ou para couros cabeludos vai variar de acordo com o tipo de problema e o estágio em que ele se encontra.

Está com problema de queda? não sabe ao certo o motivo? Entre em contato com a Coderm e agende a sua consulta com o Doutor Eduardo Colácio e se mantenha sempre saudável.

20%
OFERTA ESPECIAL DO SITE

Cuide da saúde do seu corpo. Você merece!

Desconto de 20% na consulta.
SOMENTE para agendamentos através do site!

AGENDAR AGORA